Airbus e Air New Zealand se unem para estudar aviões movidos a hidrogênio

32
Airbus e Air New Zealand se unem para estudar aviões movidos a hidrogênio
Airbus e Air New Zealand se unem para estudar aviões movidos a hidrogênio

A fabricante europeia de aviões Airbus e a companhia aérea neozelandesa Air New Zealand anunciaram a formação de um acordo de cooperação para explorar o potencial para aviões movidos a hidrogênio.

+Patrícia Poeta fala sobre sessões de fono após cirurgia de emergência
+ Fortnite fecha parceria com a grife Balenciaga
+ Cibercriminosos trocam dark web pelo Telegram
+ Brasil está em 57º lugar no ranking de inovação

Nesta parceria, a Air New Zealand vai analisar o impacto de uma aeronave de emissão zero na sua malha, operações e infraestrutura. Já a Airbus vai fornecer os dados de performance esperados para uma aeronave do tipo além do impacto nas operações de solo da política de descarbonização.

Atualmente, a Airbus estuda três conceitos de aeronave movida a hidrogênio, movidas por motores do tipo turboélice, turbofan ou no estilo asa voadora. A expectativa é que a primeira aeronave do tipo esteja pronta para voar comercialmente em 2035.