Evaristo Costa faz desabafo após demissão da CNN: “Espero que nunca mais se dirijam a mim”

63
Evaristo Costa faz desabafo após demissão da CNN: “Espero que nunca mais se dirijam a mim” (Foto: Reprodução/Instagram)
Evaristo Costa faz desabafo após demissão da CNN: “Espero que nunca mais se dirijam a mim” (Foto: Reprodução/Instagram)

Evaristo Costa, que recentemente anunciou que descobriu que havia sido demitido da CNN, conversou com os seguidores e desabafou sobre sua indignação.

+‘O amor da minha vida’: irmão da duquesa Kate, James Middleton, se casa na França
+ Gracyanne Barbosa explica motivo para recusar convite de ‘A Fazenda 13’
+ Grávida, Bárbara Evans relata espinhas e mostra crescimento da barriga
+ Giovanna Ewbank se derrete pela filha em Paris: “Minha cara metade”

O jornalista começou dizendo que não recebeu um pedido de desculpas. “Pela forma desrespeitosa com que me trataram? Não se retrataram e estão tentando justificativa para dizer que desvirtuei minha demissão. E, sinceramente, espero que nunca mais se dirijam a mim”, disse ele. “Sendo 0 não indignado e 10 máximo de indignação, minha resposta é 10. Foi um prazer e um desprazer maior ainda.”

Em seguida, ele criticou a postura da emissora ao lidar com seu desligamento. “Poderiam alegar o que quisessem, é direito deles demitir. O que nenhuma empresa pode fazer com funcionários corretos é apunhalar pelas costas e de forma desrespeitosa. O que faz com um, faz com todos…”

Por fim, ele admitiu que estava esperando uma ligação de Boninho, nem que fosse para participar do BBB 22. “Esperando a ligação do Boninho, ué! Pode ser para ser um confinado também (risos)”, brincou ele.

DEMISSÃO POLÊMICA

Evaristo anunciou no dia 3 de setembro que havia sido demitido da CNN. “O pai tá ON. Desde do dia 1º de setembro descobri que não faço mais parte da CNN”, começou ele.

O jornalista contou que não foi comunicado de seu desligamento, mas descobriu após ver que seu programa não estava na lista de programação da emissora. “Sim eu trabalhava na CNN, mas ao voltar das férias, assistindo a nova chamada de programação da emissora notei a falta do meu programa”, contou ele Liguei pra saber o motivo e fui informado que ele havia sido retirado da grade e que a empresa não tinha mais interesse nos meus serviços”, lamentou.

“É do jogo!!! ‘Seja feita vossa vontade’. Quando me recuperar do ocorrido dou os detalhes que ainda estão sendo acertados. Livre na pista”, finalizou ele.

Marcos Mion, atual apresentador do “Caldeirão“, da TV Globo, e antigo apresentador de “A Fazenda“, da Record, demonstrou empatia nos comentários. “As emissoras de TV ainda precisam aprender a se desligar dos seus funcionários. É muito louco…eu que o diga! Mas eu que o diga também que na sequência sempre vem algo MUITO MAIOR E MELHOR!”, escreveu Mion.