Aos 92 anos, o fundador da Sanrio, que detentira da marca Hello Kitty, Shintaro Tsuji vai passar a empresa para as mãos do neto. Em seis décadas, esta é a primeira alteração na liderança da Sanrio.

+ Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, testa positivo para o Covid-19
+ Após dados pessoais expostos, Whindersson Nunes se revolta e fala de se mudar para Nova York
+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado

Shintaro Tsuji fundou a Sanrio em 1960 e desde então que dirige a empresa que, na década de 70, criou a personagem Hello Kitty. Agora, aos 92 anos, o empresário japonês anuncia que passará o comando da empresa para as mãos do neto.

Com 31 anos, Tomokuni Tsuji, já ocupava a posição de diretor-geral e agora assume a presidência da empresa. O novo presidente da Sanrio tem a mesma data de nascimento da boneca Hello Kitty — o dia 1 de novembro –, embora esta tenha nascido uns anos antes, em 1974.

Com a nomeação, Tomokuni Tsuji vai tornar-se no mais jovem CEO numa empresa do Topix, importante índice da bolsa de Tóquio. A sucessão no comando da empresa saltou uma geração, depois de Kunihiko Tsuji, filho do fundador da empresa, ter morrido em 2013 de complicações cardíacas.

A Hello Kitty chegou pela primeira vez ao mercado em 1975 na forma de um porta-moedas. Em 2014, a empresa revelou que a figura não é propriamente uma gata, mais sim uma “pequena menina feliz”, apesar das vibrissas.

O jovem gestor assume a liderança da empresa num momento particularmente difícil, sobretudo devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus. Segundo resultados publicados na última sexta-feira, os lucros líquidos da Sanrio caíram na ordem dos 95% no último ano fiscal. As vendas sofreram uma quebra de 6,5%, o que corresponde a cerca de R$ 2.5 bilhões.