Michael Schumacher vai ser operado novamente

88

De acordo com o jornal italiano Contro Copertina , o heptacampeão de Fórmula 1, Michael Schumacher, com 51 anos, vai ser novamente operado e submetido a um tratamento com células estaminais.

+ Consórcio de imprensa mostra 1.300 mortes por covid-19 em 24h; total chega a quase 40 mil mortes
+ Ter pelos nos mamilos pode sinalizar um grave problema de saúde; vem saber qual
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ De pilota da Nascar para o mundo da pornografia, modelo fatura R$ 430 mil por mês

O objetivo desta intervenção passa por “regenerar o sistema nervoso central” do antigo piloto, tal como explica ao jornal italiano o cirurgião Philippe Menasché, que será responsável por mais uma transfusão de células-mãe.

O Contro Copertina não informou quando ocorrerá a operação.

A família do piloto alemão tem dado poucas informações sobre a saúde de Schumacher desde que este sofreu um acidente enquanto esquiava nos Alpes franceses, em dezembro de 2013.

Schumacher caiu enquanto fazia esqui nos Alpes franceses em dezembro de 2013, tendo ficado com lesões cerebrais. O piloto bateu a cabeça numa pedra e ficou em coma, entre a vida e a morte. O piloto foi submetido a duas intervenções cirúrgicas, das quais saiu em coma induzido, em estado crítico mas estável.

Em março de 2014, ainda em coma, Schumacher começou a respirar sem aparelhos, tendo tido alta em setembro, para continuar a recuperação em casa, com a família mais próxima. Durante algum tempo, o ex-piloto parecia estar a reagir aos tratamentos, alimentando esperanças numa eventual recuperação.

Mas em maio de 2016, Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo e antigo diretor desportivo da Ferrari, revelou detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher: tinha piorado drasticamente e tinha a vida por um fio.

No ano passado, noticiou-se que o piloto mais bem sucedido da Fórmula 1 deixou de estar acamado e que a sua vida não depende de uma máquina.