NASA restaura vídeo do Homem na Lua com recurso de IA, o resultado é incrível, veja

264

O Homem pisou a Lua pela primeira vez há 51 anos, no dia 21 de julho de 1969, quando Neil Alden Armstrong desceu do módulo lunar e caminhou no nosso satélite natural. As imagens em vídeo captaram o momento e para a história ficará sempre a efeméride da missão Apollo 11 que alunou no dia 20 de julho de 1969. As imagens conseguidas na altura não eram de grande qualidade e a NASA, que as guarda religiosamente, fez agora um trabalho notável.

+ Aos 54 anos, Mike Tyson lutará contra um tubarão branco
+ Yellowstone tenta humor para alertar contra animais perigosos
+ Uso de capacete deixa de ser obrigatório no Missouri
+ AOC lança novo monitor de 31,5″ concebido pelo Studio F.A Porsche por R$5.700

O restauro dos filmes feitos na Lua eram uma necessidade, dado o mau estado em que se encontravam. Assim, com auxílio da Inteligência Artificial, a agência espacial deu nova vida à história do homem no espaço.

Conforme as preocupações da agência espacial, o material da época estava já sem grande qualidade. Os filmes guardados estavam em mau estado e era importante, para preservar a história, atuar por forma a manters as imagens únicas.

Para a tarefa de melhoramento das imagens foi requisitado um especialista em restauro de fotografias e filmes. DutchSteamMachine trabalhou com um sistema de inteligência artificial (IA) para melhorar o filme original das gravações Apollo, criando vídeos e imagens surpreendentemente claras e vívidas. A originalmente tiradas a 12 frames por segundo (FPS) foram aumentadas para 60 FPS:

Notícia em colaboração com o site TechBreak