Parque pede para pessoas para não gritarem em montanha russa para não espalhar vírus

543

Depois de ter ficado fechado devido à pandemia de Covid-19, um parque de diversões no Japão reabriu, mas com uma nova recomendação: agora, os visitantes não deverão gritar nas montanhas russas.

+ Vídeo mostra ‘invasão’ de gafanhotos, na Bahia
+ Kanye West retoma construção de casas populares
+ Vídeo mostra uma cratera congelada em Marte
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu

O parque de diversões Fuji-Q Highland, perto de Tóquio, pede aos visitantes para “gritar através do coração” de forma a minimizar a propagação de gotículas vindas da boca e prevenir, assim, a propagação do vírus.

De acordo com os responsáveis do parque, citados pela BBC, esta medida tem o objetivo de mostrar aos visitantes que é seguro voltar aos parques de diversões depois da quarentena e que a segurança está a ser levada a sério.

Para dar o exemplo de como é possível viajar numa montanha russa sem gritar, os responsáveis do parque de diversões publicaram um vídeo de dois executivos a fazer uma viagem em silêncio.

As imagens, que entretanto se tornaram virais nas redes sociais, mostram os dois homens vestidos com roupa formal e máscaras, enquanto fazem o passeio.

Para encorajar os restantes visitantes a seguir as novas recomendações, o parque pede a quem ande na montanha russa para fazer “a sua cara mais séria” para a fotografia da viagem.

Os visitantes são ainda desafiados a partilhar a foto nas redes sociais com a hashtag #KeepASeriousFace e os resultados não podiam ser os melhores.