5 dicas para valorizar as áreas sociais de prédios: hall, salão de festas, brinquedoteca e espaço gourmet

13
Área social com estrutura completa para receber bem! | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e foto de Luis Gomes

Para quem mora em prédio, uma tendência cada vez mais adotada é a de receber amigos e parentes nas áreas sociais.

Mas, não somente para festas, como já ocorrem nos salões normalmente, as áreas sociais servem também para eventos menores, de forma a aproveitar toda a estrutura que o condomínio oferece, também no dia a dia – como jantares mais informais, encontros de amigos, ou reuniões de família mesmo!

Área social com estrutura completa para receber bem! | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e foto de Luis Gomes
Área social com estrutura completa para receber bem! | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e foto de Luis Gomes

Para isso, cada vez mais os empreendimentos vêm caprichando nas melhorias dos espaços de áreas sociais – como brinquedotecas, áreas gourmets, halls e salões de festas – de forma a transformar a área social na “segunda casa” das pessoas. As arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos, apresentam várias dicas sobre o assunto, além de mostrarem exemplos de um projeto assinado recentemente por elas.


A área externa também pode receber familiares e amigos para confraternizações principalmente em dias e noites de calor | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

Veja também:
1- Estudo de Projeto

Para a construção ou reforma de uma área social, independentemente do tipo de prédio, é preciso equilibrar as expectativas dos moradores com a verba estipulada. “Normalmente já entramos no projeto de decoração dessas áreas desde o início, durante a subida do edifício mesmo. Tudo é sempre acompanhado por uma comissão dos futuros moradores, além dos engenheiros da obra. Essa comissão vai equilibrando as necessidades dos condôminos, além de regular orçamentos e gastos dentro de uma verba previamente aprovada. A partir daí, nós (arquitetas) montamos os estudos de projeto, para que sejam feitas reuniões de discussão e aprovação de layouts. Nesses eventos, apresentamos sempre três opções de tudo”, conta Paula.


Desde o início, as arquitetas buscaram diversas opções de revestimentos e móveis para agradar os condôminos | Salão de festas em Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e foto de Luis Gomes

O processo de escolha dos revestimentos precisa ser baseado na resistência dos materiais, para que sejam duradouros e com fácil manutenção na rotina do prédio. Normalmente são cores básicas ou neutras para agradar a todos. Neste exemplo, a escolha do piso foi pelo porcelanato Saint Martin polido, marmorizado em cinza e branco. O mesmo processo é válido também para a escolha de mobiliário, que após a aprovação do layout, as arquitetas apresentam três opções de conjuntos de móveis, com estudo de cores e valores, para a escolha e aprovação geral.

2- Salão de Festas

O Salão de Festas é um dos grandes destaques da área social! Para que ele agrade a todos os moradores e sirva para todas as ocasiões, é preciso que o espaço seja bem versátil. O ideal é que não sejam colocados muitos móveis fixos para que o layout possa ser remodelado de acordo com a necessidade de cada evento. A iluminação pode ser pensada de forma ampla e difusa, sem luzes direcionadas, para o local não ficar marcado.


Salão de festas com uma mesa de jantar feita em mármore Pietra Grey e, logo atrás, uma cozinha aberta | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e foto de Luis Gomes

Além disso, é interessante que os revestimentos sejam mais neutros (como citado na dica anterior), e foi exatamente o que Paula e Danielle fizeram em seu projeto. Assim, o salão foi todo trabalhado em vários tons de cinza, combinados com madeira natural, tornando o espaço atemporal, sem modismos, com desenho limpo e funcional. A mesa de jantar foi pensada em pedra para trazer praticidade e também não manchar.


Solução prática: duas mesas encaixadas, que se tornam uma só, e podem ser utilizadas para as mais diversas ocasiões | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

Para a montagem de mesas temáticas, assim como de presentes e lembrancinhas, as arquitetas encontraram uma solução bem prática: uma mesa dupla, em que uma peça está encaixada na outra (há rodízios com freios), para que sejam incluídas onde o usuário ache melhor – pode até mesmo virar uma única mesa em duas alturas.

3- Espaço Gourmet

A área gourmet também tem grande importância! Por isso, é preciso que ela tenha toda a estrutura necessária para diversos eventos! Nesse projeto, em especial, também foi solicitada uma segunda cozinha, toda aberta, para receber amigos de forma mais próxima. Portanto, esse salão pode tanto atender festas com buffets contratados de fora (na cozinha interna), como também jantares mais próximos com amigos (na cozinha integrada ao salão).


Área gourmet com bancadas em Aliquartzo Pure Grey | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

4- Brinquedoteca

Enquanto os pais confraternizam, as crianças se divertem também! A brinquedoteca precisa ter uma atmosfera bem lúdica, de preferência com muitas cores, onde os pequenos possam se divertir (sempre de forma segura!). Para isso, uma boa ideia é investir em pisos resistentes e antiderrapantes.


Brinquedoteca repleta de diversão e segurança | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

Seguindo essas ideias, as arquitetas escolheram o piso vinílico azul em manta, que é emborrachado. Assim, mesmo que uma criança caia, ela não se machuca, pois o impacto será suavizado. As paredes foram adesivadas pela StickDecor, que desenvolveu a arte junto com as profissionais. “Cores, desenhos, sensações proporcionadas, tudo ficou da forma como imaginamos! O adesivo além de decorar e enfeitar, também facilita demais a limpeza no dia a dia, pois tem uma superfície limpável”, conta Dani.


A escolha dos brinquedos foi feita a partir de fabricantes especializados | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

Para a escolha dos brinquedos, Dani e Paula pesquisaram fabricantes no segmento, que costumam produzir para escolas e buffets infantis. Além disso, para apoio aos responsáveis que estiverem olhando as crianças, também foram colocados banquinhos em forma de latas de tintas coloridas, para combinar com a proposta!

5- Hall Nobre

Já parou para pensar que o hall nobre é o cartão de visitas do prédio? Por isso, é importante dedicar muita atenção ao seu layout. Além de elegante, é preciso que ele seja funcional, para receber bem quem chega, além de ter um espaço adequado e seguro para a circulação de todos.


O hall apresenta dois ambientes distintos – uma área de espera e outra do elevador, ambos repletos de sofisticação | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

No caso específico desse edifício, o imponente pé direito duplo, além de dois ambientes distintos, contribuíram para tornar o projeto ainda melhor! As arquitetas criaram um lounge, com sofás e poltronas (como uma sala de estar na entrada), caso alguém tenha que aguardar no térreo. O outro ambiente, muito amplo, é de circulação, com o caminho que leva para o elevador. No local há uma mesa redonda e um banco próximo à parede.


Área próxima ao elevador | Projeto de Dantas & Passos Arquitetura e fotos de Luis Gomes

O revestimento das paredes do hall ganhou uma mistura interessante de materiais, que resultou em um conjunto sofisticado e harmonioso: há a presença da madeira, que é sinônimo de aconchego; quartzo cinza para trazer modernidade; espelhos para trazer amplitude, e até mesmo um grande painel vazado em aço corten, que representa uma grande escultura no espaço.

Veja também:

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br