Como as marcas estão aproveitando a onda do BBB

202
Como as marcas estão aproveitando a onda do BBB. Foto: reprodução
Como as marcas estão aproveitando a onda do BBB. Foto: reprodução

O Big Brother Brasil é um reality show extremamente clássico e muito querido pelos espectadores. Nele, podemos nos divertir com provas bem elaboradas, momentos tocantes e, principalmente, a identificação com os participantes. No entanto, o que também chama a atenção são os patrocinadores.

+ Tatá Werneck se derrete por Clara Maria dançando: “Não aguento”
+ Feriadão em casa: 10 séries brasileiras para maratonar na Netflix
+ Bisneto de brasileira é o mais novo integrante da família real sueca

Aparecendo de fundo nas provas com suas temáticas e em atividades realizadas pelos brothers, as marcas nunca estiveram tão engajadas. Entenda como elas estão aproveitando o sucesso do programa, principalmente no período de pandemia.

O sucesso de audiência

O BBB 21, em comparação com o BBB 20, teve números ainda mais expressivos quando o assunto é a audiência. Em sua estreia, de acordo com dados fornecidos pela ComScore, a quantidade de usuários que estavam acessando a página oficial do Big Brother Brasil cresceu cerca de 519% se comparado ao ano de 2020. Foram cerca de 574 mil pessoas e 3,5 milhões de visitantes únicos em uma mesma página da web.

Além disso, a ComScore ainda revelou que a audiência cruzada, dentro das plataformas digitais do Big Brother Brasil, cresceu 36% nas redes sociais, ultrapassando a marca de 16,1 milhões no ano de 2020 para 21,9 milhões no ano de 2021.

Como as marcas estão aproveitando isso?

Ainda que a edição do ano de 2021 tenha sido recheada com algumas polêmicas, muitas marcas acabaram aproveitando a onda do crescimento de visualizações e engajamento com o reality. Além disso, algumas delas até aproveitaram o hype para fazer propagandas de seus produtos com ex-bbbs.

Quando levamos o assunto para o Instagram, a marca que teve a maior quantidade de menções em relação ao BBB foi a Avon Brasil, com cerca de 10 posts sobre o tema apenas no mês de janeiro. Foram mais de 240 mil interações relacionadas ao programa.

A C&A também é uma das patrocinadoras do BBB 21 e acaba dominando o segundo lugar do pódio, no mês de janeiro, com 26 posts sobre o programa e 117 mil interações em suas publicações. Querendo ou não, isso gera muito engajamento para as redes sociais.

As marcas estão aproveitando todo o sucesso do Big Brother Brasil para divulgar os seus produtos e serviços, como é o caso do IFood. As roupas divulgadas pelos participantes, bem como os produtos de beleza, acabam sendo os mais requisitados nas redes, sempre com um comentário de “alguém tem o link da roupa que tal participante estava usando na festa?”.

De acordo com Rafael Beraldi, sócio da agência de marketing Camelo Digital, essa visibilidade pode ser tanto positiva quanto negativa, ficando muito vinculada a todas as imagens que o próprio programa cria com os seus participantes.

Engajamento e cancelamento no BBB 21

Além de altos níveis de engajamento para as marcas, também houve grandes polêmicas. Graças a alguns participantes mais agressivos, muitos telespectadores informaram que sentiam raiva e tristeza ao assistir o reality show.

Sendo assim, além de se preocupar com o volume de vendas e de números nas redes sociais, os patrocinadores precisam ter jogo de cintura para se livrar de situações negativas.