A empresa Aevum, sediada nos Estados Unidos, acaba de lançar um drone enorme chamado Ravn X, projetado para atuar como um sistema de lançamento aerotransportado autônomo para pequenos satélites.

+ Porsche e Siemens se unem para produzir gasolina sem petróleo
+ Sonda Hayabusa2 traz para a Terra amostras do asteroide Ryugu
+ Nanossatélite produzido no ITA completa dois anos em órbita da Terra
+ Nova Yamaha Fazer ganha uma versão Vintage

Assim como a Rocket Lab , SpaceX , Virgin Orbit e uma série de outras startups, a Aevum espera melhorar o acesso ao espaço com um novo sistema de lançamento que pode entregar cargas úteis para a órbita com alta frequência. Sua solução para isso foi desenvolver o que dizem ser o maior drone do mundo, que pode decolar e pousar autonomamente em pistas de até 1,6 km de comprimento e requer apenas 743 m² de espaço de hangar .

O drone gigante Ravn X tem 24 m de comprimento, 5,5 m de altura, envergadura de 18 m e usa o mesmo combustível de um avião a jato normal. Aevum diz que o Ravn X pode ser lançado em quase todas as condições climáticas e até 70 por cento do drone é reutilizável, com a empresa olhando para o futuro próximo com a reutilização total do drone.

O Ravn X carrega algumas semelhanças com o sistema de lançamento da Virgin Orbit, ou o Stratolaunch , que é o maior avião do mundo e está sendo desenvolvido para lançar cargas úteis no espaço do ar. Ao contrário desses sistemas, no entanto, o Ravn X não exigirá pilotos a bordo para operar, eliminando, portanto, o risco de vida humana. Deixando de lado as questões de segurança, Aevum afirma que uma frota completa de veículos RavnX será capaz de levar uma carga útil para o espaço a cada 180 minutos.

Frota com os maiores drones do mundo poderá lançar um satélite a cada 180min. Foto: Divulgação / Aevum
Frota com os maiores drones do mundo poderá lançar um satélite a cada 180min. Foto: Divulgação / Aevum

“Aevum está reimaginando completamente o acesso ao espaço”, diz Jay Skylus, fundador e CEO da Aevum. “A definição atual de ciência de foguetes não funciona para nós. Com Aevum, todos serão capazes de dizer, ‘É ciência de foguetes e eu posso fazer isso.’ Aevum está levando a logística para a próxima geração com tecnologias de software e automação. ”

A Aevum pode ter acabado de apresentar seu sistema de lançamento autônomo, mas diz que já ganhou mais de US $ 1 bilhão em contratos de lançamento. Entre seus clientes está a Força Espacial dos EUA, que usará o sistema Ravn X para lançar sua missão ASLON-45 para colocar um conjunto de pequenos satélites em órbita baixa da Terra.