Governo chinês derruba aplicativos da Bíblia e Alcorão na Apple Store

102

 Apple derruba app da Bíblia e Alcorão após pedido do governo da China . Foto: Pixabay
Apple derruba app da Bíblia e Alcorão após pedido do governo da China . Foto: Pixabay
nês

Após pedidos do governo da China, a Apple informou que tirou do ar um aplicativo do Alcorão e outro da Bíblia da sua loja de aplicativos, a Apple Store, no país.

+ Coreia do Norte confirma lançamento de míssil e ONU convoca reunião
+ Exoplaneta com chuva de ferro pode ser mais estranho do que se pensava
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteroide e ‘fim de todo o mundo’
+ Yasmin Brunet revela uso de botox: “Para sempre com 20 anos”

De acordo com a Apple, as autoridades do país alegaram que os apps incluem conteúdos ilegais.

– Somos obrigados a cumprir as leis locais e, às vezes, há questões complexas sobre as quais podemos discordar de governos e outras partes interessadas no caminho certo a seguir – disse a empresa à BBC.

Os aplicativos que foram removidos são o Quran Majeed, que é a reprodução do Alcorão, e o Bible App by Olive Tree, reprodução da Bíblia.

No Google Play, loja de aplicativos para Android, o Quran Majeed tem mais de 5 milhões de downloads, enquanto o Bible App tem mais de 1 milhão.

As remoções foram detectadas pela primeira vez na semana passada pelo site de vigilância AppleCensorship, que monitora a loja de aplicativos da Apple para detectar quando os aplicativos são bloqueados, especialmente na China e em outros países com governos autoritários.