Lewis Hamilton condena lei anti-LGBT da Hungria: ‘inaceitável e covarde’

58
Lewis Hamilton condena lei anti-LGBT da Hungria: 'inaceitável e covarde' (Foto: Reprodução/Instagram)
Lewis Hamilton condena lei anti-LGBT da Hungria: ‘inaceitável e covarde’ (Foto: Reprodução/Instagram)

Lewis Hamilton usou seu Instagram Stories para se manifestar contra a lei anti-LGBT adotada pelo governo húngaro. O piloto da Fórmula 1 condenou a lei às vésperas do GP da Hungria, que acontece neste final de semana.


+Como você nunca viu: zoo divulga imagens incríveis de radiografias de animais
+Shantal celebra 34 semanas de gravidez: “Fase angustiante ficou no passado”
+Kristen Bell fala sobre variante de coronavírus com o nome da filha: “Muito chato”
+“Prefiro ser julgada com os milhões que vão cair na minha conta”, diz Aricia Silva ao criar perfil no OnlyFans

Antes do Grande Prêmio deste fim de semana, quero mostrar meu apoio a todos os afetados pela lei governamental anti-LGBT. É inaceitável, covarde e equivocada para as pessoas que exercem o poder propor uma lei como essa“, começou escrevendo o piloto da Mercedes, heptacampeão do mundo.

Todos merecem a liberdade de serem eles mesmos, não importa quem amem ou como se identificam. Eu peço ao povo húngaro para votar no próximo referendo para proteger os direitos da comunidade LGBT, que precisa do nosso apoio mais do que nunca. O amor sempre vai vencer“, finalizou.

Recentemente, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, anunciou um referendo sobre essa lei, que inicialmente, teve a intenção de combater a pedofilia, mas proíbe, entre outras coisas, qualquer alusão à sexualidade, homossexualidade e à identidade de gênero.

Lewis Hamilton condena lei anti-LGBT da Hungria: 'inaceitável e covarde' (Foto: Reprodução/Instagram)
Lewis Hamilton condena lei anti-LGBT da Hungria: ‘inaceitável e covarde’ (Foto: Reprodução/Instagram)