Mãe e filha se reencontram após 80 anos separadas

Mãe e filha se reencontram após 80 anos separadas
Mãe e filha se reencontram após 80 anos separadas

Gerda Cole recebeu o presente mais especial de sua vida em seu aniversário de 98 anos. Depois de 80 anos de espera ela finalmente encontrou a filha que teve que dar para adoção, em 1942.

A incrível história de Cole começou em 1939 em sua cidade natal, Viena, na Áustria. Para escapar da perseguição ao povo judeu, sua família a mandou para a Inglaterra, logo no início da Segunda Guerra Mundial.
Então, com 18 anos, Cole engravidou e, sem condições de cuidar do bebê, ela não teve outra escolha senão colocar a criança para a adoção. Sem poder ter o menor contato com sua filha, Gerda decidiu ir para o Canada e começar uma nova vida. Durante sua vida ela obteve três diplomas universitários, incluindo um bacharelado com honras da Universidade de Toronto em Estudos Judaicos e, viajou pelo  mundo.
Enquanto isso, na Inglaterra, a filha de Cole, Sonya Grist, sabia pouco sobre sua mãe biológica e acreditava que ela já tivesse morrido. Seu filho Stephen acabou descobrindo que não era o caso. Pesquisando as origens de sua mãe, ele descobriu sobre Gerda e que ela tinha um enteado. Pelo Facebook ele conseguiu entrar em contato com ele e, foi então, que ficou sabendo que Cole estava viva e muito bem.
Sonya e Stephen correram para pegar um avião para Toronto para conhecerem Gerda. No dia de seu aniversário ela teve a melhor surpresa possível. Mãe e filha puderam finalmente se abraçar, depois de longos 80 anos. Agora elas vão poder recuperar um pouco desse tempo distantes uma da outra.