Morre aos 92 anos, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha

90
 Morre aos 92 anos, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha . Foto: Reprodução Instagram
Morre aos 92 anos, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha . Foto: Reprodução Instagram

Paulo Mendes da Rocha foi um dos mais premiados arquitetos do Brasil

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha, referência mundial na arquitetura, morreu aos 92 anos em São Paulo na madrugada deste domingo (23). A informação foi confirmada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU-BR) e por familiares. A causa da morte não foi informada.

+ Filha de Gretchen de 17 anos, trabalha entregando comidas em Mônaco
+ Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin se revolta com suposta conversa de acompanhante de luxo com MC VK
+ 9 retratos traduzem a dor e a bravura de veteranos norte-americanos feridos nas guerras do século XXI

Em nota, a Fundação Roberto Marinho lamentou a morte de Paulo Mendes da Rocha. A Fundação é parceira na reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, após o fechamento do local por conta de um incêndio em 2015.

“A Fundação Roberto Marinho lamenta a partida do brilhante arquiteto Paulo Mendes da Rocha, responsável juntamente com seu filho, Pedro Mendes da Rocha, pelo projeto arquitetônico do Museu da Língua Portuguesa, entre tantas outras obras relevantes. A reabertura do museu, no segundo semestre, será uma homenagem a ele, como parte do seu grande legado ao país”, diz o texto.

Nascido em 25 de outubro de 1928 em Vitória, no Espírito Santo, mas morava na Vila Buarque, Centro da capital paulista. Ele recebeu prêmios internacionais na arquitetura, como um Leão de Ouro de Veneza, o Prêmio Imperial do Japão e uma Medalha de Ouro da União Internacional dos Arquitetos.

Mendes da Rocha foi um dos dois únicos brasileiros a receber o Prêmio Pritzker, o mais importante da arquitetura mundial e considerado o Nobel da área. Antes dele, que foi premiado em 2006, apenas Oscar Niemeyer, em 1988, havia levado. Niemeyer morreu aos 104 anos, no Rio de Janeiro, em 2012.

Na cidade de São Paulo, o arquiteto foi responsável por obras consagradas como os projetos de reforma do Museu da Língua Portuguesa e da Pinacoteca do Estado. Entre suas obras na capital estão ainda o Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), o arco da Praça do Patriarca e o Sesc 24 de Maio.

Paulo Mendes da Rocha também projetou o Museu Nacional dos Coches, em Portugal, país com o qual tinha ampla relação profissional. Em 2020, o arquiteto anunciou a doação de seu acervo, com mais de 6300 desenhos e cerca de 3 mil fotografias, à Casa da Arquitectura, em Portugal.