Ouvir Mozart pode ajudar pacientes epiléticos

16
Ouvir Mozart pode ajudar pacientes epiléticos

Um estudo de pesquisadores americanos divulgado pela publicação científica Scientific Reports apontou que ouvir apenas 30 segundos da obra Sonata para Dois Pianos em Ré Maior, K 448, do austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, pode causar efeitos benéficos para os pacientes de epilepsia.

+Boninho relembra luta de Ana Furtado contra câncer de mama
+ Disney World completa 50 anos com novas atrações
+ Papagaios não sabem distinguir mundo real do virtual, aponta estudo
+ Vídeo: homem usa lixeira para capturar um crocodilo

Durante a pesquisa, 16 participantes com epilepsia refratária, todos com implantes cerebrais para medir sua atividade neural, ouviram a música.

Isso permitiu aos autores monitorar um tipo específico de impulso elétrico conhecido como descargas epileptiformes interictais (IEDs), que estão fortemente associadas à epilepsia e podem provocar convulsões.

Eles observaram que ouvir a ‘K448’ por 30 segundos produziu uma diminuição considerável nos IEDs nos participantes. Com base nessa observação, os pesquisadores levantam a hipótese de que as transições entre melodias prolongadas geram respostas positivas dentro do cérebro, o que parece atenuar a atividade epiléptica.