Tarifas da Enel terão reajuste de até 11,38% em São Paulo

51
Tarifas da Enel terão reajuste de até 11,38% em São Paulo
Tarifas da Enel terão reajuste de até 11,38% em São Paulo

A partir de domingo (4) entram em vigor as novas tarifas da Enel Distribuição São Paulo. O reajuste médio anunciado foi de 9,44%. Para consumidores de baixa tensão, em sua maioria clientes residenciais, o índice foi de 11,38%. Para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o índice aprovado foi de 3,67%.

+Netflix divulga novo trailer de Samurai X: A Origem; veja o vídeo
+ Código fonte da World Wide Web é vendido por US$ 5,4 milhões
+ Brasil é o 3º país das Américas em segurança cibernética
+ Netflix divulga novo trailer de Samurai X: A Origem; veja o vídeo
+ Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional

De acordo com a Enel, os principais fatores que influenciaram este aumento foram a alta da inflação (IGP-M) e o aumento dos custos com aquisição de energia (produzida pelos geradores, incluindo aí Itaipu) e com o transporte dessa energia até a distribuidora (valor pago às empresas transmissoras).

As tarifas de energia são definidas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) com base em leis e regulamentos federais e contêm custos que não são de responsabilidade da Enel como: impostos, encargos setoriais, custos de geração e transmissão de energia. Estes valores são arrecadados pela distribuidora, por meio da tarifa de energia, e repassados às empresas de geração, transmissão e aos Governos Federal e Estadual (ICMS).